Divulgação
Divulgação

'Poderíamos ter sido até vice do Brasileiro', diz zagueiro Rodrigo Caio

Jogador do São Paulo admite que erros atrapalharam em 2015

O Estado de S. Paulo

19 de janeiro de 2016 | 10h00

Os 47 gols sofridos pelo São Paulo no Campeonato Brasileiro do ano passado renderam longas discussões no começo da pré-temporada 2016. O zagueiro Rodrigo Caio revelou nesta segunda-feira que o técnico Edgardo Bauza e os jogadores reconheceram que o baixo rendimento defensivo custou ao time a chance de chegar a colocações melhores do que o quarto lugar obtido ao fim da competição.

"Acredito que o time tinha condição de brigar com Corinthians, Atlético-MG e Grêmio. Deixamos muitos pontos de lado. O time, em alguns momentos, perdeu jogos dentro de casa, pontos que não podíamos perder", disse o zagueiro em entrevista ao SporTV. "Na primeira conversa com o treinador novo, ele foi bem claro: 'Perdemos 10, 15 pontos que tínhamos como evitar'", completou Rodrigo Caio.

Na última sexta-feira, Bauza disse em entrevista que se o time tivesse tomado 30 gols e não 47 o São Paulo poderia ter sido campeão. A preocupação defensiva tem sido uma ênfase no começo da temporada do trabalho do argentino, que tem pedido ao elenco para melhorar o posicionamento e a compactação para evitar expor a defesa aos adversários.

"Fizemos muitos gols, mas tomamos muitos também. Isso foi uma dificuldade muito grande no ano de 2015. Dificultou muito para gente chegar onde queríamos, que era a briga lá em cima. Ainda assim, conseguimos a classificação para a Libertadores", disse o defensor, que começou a pré-temporada treinando como titular ao lado de Breno na zaga.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCRodrigo Caio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.