Carl Recine/Reuters
Carl Recine/Reuters

Pogba perde pênalti, e Manchester United só empata com Wolverhampton

Francês teve chance de garantir os três pontos, mas desperdiça cobrança no segundo tempo no 1 a 1

Redação, Estadão Conteúdo

19 de agosto de 2019 | 18h31

O Manchester United só empatou, por 1 a 1 diante do Wolverhampton, nesta segunda-feira, fora de casa, no estádio Molineux, pela segunda rodada do Campeonato Inglês. Com o resultado, o time de Manchester, que chegou aos quatro pontos e perdeu a oportunidade de dividir a ponta com Liverpool e Arsenal, únicos dois clubes que conseguiram conquistar duas vitórias em dois confrontos neste início da competição.

O United está junto com Manchester City, Brighton, Tottenham, Bournemouth, Sheffield e Everton no bolo de equipes que somam quatro pontos. Pelos critérios de desempate entres estes times, a equipe dirigida por Ole Solskjaer ficou na quarta posição, logo atrás do time de comandado por Pep Guardiola.

Já o Wolverhampton empatou pela segunda vez seguida e contabiliza dois pontos na 12ª posição, com uma campanha igual à realizada pelo Leicester, que também ocupa o 12º posto da tabela, com o mesmo número de gols marcados e sofridos após duas rodadas.

No duelo desta segunda-feira, o Manchester United soube aproveitar os 69% da posse de bola e dominou amplamente os primeiros 45 minutos. Com a liderança de Pogba, a equipe praticamente não foi atacada, o que tornou o goleiro De Gea um espectador de luxo.

O destaque foi Martial, que teve força e coragem para brigar com a zaga do Wolverhampton. Aos 27 minutos, o atacante abriu o placar, após bela jogada de Rashford e Lingard. Foi o 50º gol do camisa 9 francês pelo United.

O segundo tempo foi totalmente diferente. Empurrado por 31.314 torcedores, que lotaram o estádio Molineux, e com bela participação de sua legião de jogadores portugueses, o Wolverhampton foi para o ataque e pressionou em busca do empate. Aos oito minutos, João Moutinho cobrou falta pela direita e o mexicano Raul Jimenez cabeceou na trave direita de De Gea.

Na jogada seguinte, aos dez minutos, João Moutinho descobriu Ruben Neves livre na entrada da área. O habilidoso meia bateu com categoria, no ângulo de Gea, que se esticou, chegou a tocar na bola, mas não impediu o empate.

Quando parecia que o time da casa iria deslanchar, os franceses Pogba e Martial tabelaram e o primeiro foi derrubado por Coady dentro da grande área. O juiz assinalou o pênalti, mas Pogba teve a sua cobrança bem defendida por Rui Patricio.

A grande oportunidade perdida diminuiu o ímpeto do United. O Wolverhampton aproveitou e esteve mais próximo do gol da vitória. O lateral-esquerdo Jonny Otto surgiu livre para cabecear. De Gea, bem colocado, defendeu. Em outra investida ofensiva dos donos da casa, Leander Dendoncker também quase marcou, após contra-ataque.

O empate no fim foi um resultado justo. O Wolverhampton pagou pela falta de ganância na primeira etapa, enquanto o United mostrou que os 4 a 0 na estreia frente ao Chelsea foram enganosos. A equipe deu a impressão de que não tem tanta força assim para assustar os principais rivais na luta pelo título nacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.