Justin Setterfield / Reuters
Justin Setterfield / Reuters

Pogba, do Manchester United, revela como sofreu com a covid-19 em agosto: 'Me esgotava rápido'

Meio-campista diz ter sentido que não era ele mesmo enquanto tinha a doença no corpo

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de dezembro de 2020 | 08h00

Paul Pogba, meiocampista do Manchester United, fez um breve relato de como sofreu quando teve o novo coronavírus, em agosto. O volante francês disse que, mesmo com o físico de atleta, teve de lidar com os efeitos da covid-19. E eles são devastadores, segundo o atleta. "Não era eu, me sentia estranho, me esgotava muito rápido e estava sem fôlego. Não podia correr, tentava, mas não conseguia. Levei muito tempo para estar em forma competitiva. Estou encontrando meu ritmo. Me sinto melhor, sinto que consigo controlar o jogo, manter a bola", contou Pogba, após a partida de sua equipe contra o West Ham, pelo Campeonato Inglês, no fim de semana.

Pogba acabou se recuperando do vírus sem muita demora, diferentemente de alguns outros atletas do futebol mundial, como o argentino Paulo Dybala, que testou positivo três vezes atrás na Juventus. Ele voltou aos gramados, mas esteve em má fase ao longo dos últimos meses.

No entanto, contra o West Ham, Pogba marcou um golaço e empatou a partida, antes de Greenwood e Rashford marcarem o segundo e o terceiro gols, respectivamente. Com o resultado, o Manchester United subiu para o 5º lugar na classificação. No fim de semana, a torcida pôde retomar seu lugar na arquibancada, em número reduzido de um jogo para o outro, dependendo do controle na doença na região do estádio.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPaul Pogbacoronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.