Polêmica com Elano irrita Lugano

O uruguaio Lugano irritou-se com os jornalistas que o questionavam sobre seu estilo e repercutiram as declarações de Elano - que o chamou de violento. "Essa é uma polêmica idiota. Estou cheio desse assunto", disse o zagueiro do São Paulo, muito irritado, após a derrota para o Santos, por 1 a 0, na Vila Belmiro.O zagueiro do São Paulo recusou-se a comentar as acusações do meia do Santos. "O que acontece em campo fica em campo. Tenho ética e não vou ficar discutindo declarações de alguém que sai do gramado com a cabeça quente", afirmou o uruguaio.A verdade é que Lugano sente-se vítima de preconceito por parte de jornalistas e adversários por ser estrangeiro. "Vocês colocaram nas minhas costas a palavra violência e ficam me cobrando isso", acusou. "Só posso dizer que nunca fui expulso na minha vida."Neste domingo, Lugano jogou como sempre. Não é técnico, disputa todas as bolas com vontade e acabou levando um tapa de William no rosto, no início da partida. Para o zagueiro uruguaio, o grande erro do São Paulo foi descuidar-se na hora do gol de Elano. "Tínhamos a obrigação de cortar aquela bola."O atacante Grafite, que criou algumas boas chances para o São Paulo no segundo tempo, foi coerente. "Nós pecamos na hora de chutar a gol. Por isso, perdemos", admitiu.O zagueiro Rodrigo apontou as substituições do Santos como o motivo da vitória. "O Elano, o Ricardinho e o Léo são grandes jogadores e estavam descansados. Eles mudaram o jogo", reconheceu. O técnico Emerson Leão concordou com Rodrigo. "A entrada deles aumentou muito o poder técnico e físico do Santos." Mas o treinador ainda acredita na classificação do São Paulo. "O próximo jogo é no Morumbi e temos condições técnicas para reverter a situação. Podemos nos classificar", avisou.O elenco do São Paulo está de folga nesta segunda-feira e começa a treinar na terça para o jogo contra o Atlético-MG, domingo, em Belo Horizonte. Na outra quarta, dia 20, decide a vaga contra o Santos. E no dia 24, enfrentará o Santos novamente, mais uma vez no Morumbi, mas pelo Campeonato Brasileiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.