Polêmico, Barton assumirá time da 3ª divisão inglesa após fim de punição

Ex-jogador só poderá assumir o comando do Fleetwood em junho, quando sua punição por envolvimento em apostas chegar ao fim

Estadão Conteúdo

18 de abril de 2018 | 14h30

O polêmico ex-jogador Joey Barton iniciará uma nova carreira em breve. Ele foi contratado como novo técnico do Fleetwood, da terceira divisão do Campeonato Inglês, mas só poderá assumir o comando em junho, quando sua punição por envolvimento em apostas chegar ao fim.

+ Tabela do Campeonato Inglês

+ Médico da Argentina exibe preocupação com Agüero para Copa: 'Não estará 100%'

Barton tem 35 anos e trará "experiência e o perfil necessário" ao Fleetwood, segundo o presidente do clube, Andy Pilley. "Ele tem potencial para se tornar um dos melhores desta nova geração de técnicos", avaliou.

Como jogador, Barton colecionou polêmicas por onde passou. Foram seis clubes ao longo da carreira: Manchester City, onde foi revelado no início dos anos 2000, Newcastle, Queens Park Rangers, Olympique de Marselha, Burnley e Glasgow Rangers. Ele ainda vestiu a camisa da seleção inglesa em uma oportunidade, em amistoso com a Espanha em 2007.

Barton foi multado por apagar um cigarro no olho de um companheiro no City e ficou seis meses preso por agressão e desordem. No clube de Manchester, ainda foi processado por agredir seu colega Ousmane Dabo. Também colecionou polêmicas pelo Queens Park Rangers e acumulou desafetos, incluindo Neymar, contra quem disparou em diversas oportunidades.

No Burnley, foi suspenso por 18 meses por ter realizado 1.260 apostas ao longo da carreira, inclusive em jogos nos quais atuou. Agora, mira um reinício como técnico. "Meu primeiro emprego como técnico é uma grande decisão para mim e estou muito feliz com a oportunidade dada. Estou chegando a um clube com muita ambição", comemorou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.