Sebastien Salom/AFP
Sebastien Salom/AFP

Polícia britânica suspende buscas por avião desaparecido com Emiliano Sala

Foram encontrados objetos flutuando na água, mas não se pôde confirmar se algum deles pertencia à aeronave desaparecida

Redação, Estadão Conteúdo

22 de janeiro de 2019 | 16h38

A polícia de Guernsey, da Inglaterra, informou que suspendeu nesta terça-feira, por falta de visibilidade, as operações de busca e salvamento do avião desaparecido com o jogador ítalo-argentino Emiliano Sala, que foi contratado pelo Cardiff, do País de Gales, junto ao Nantes, da França.

Após a notícia do acidente, torcedores tomaram a Praça Real na cidade de Nantes e fizeram homenagens a Sala no início da noite francesa.

As buscas devem ser retomadas na manhã desta quarta-feira. A polícia britânica informou que foram encontrados objetos flutuando na água, mas não pôde confirmar se algum deles pertencia à aeronave desaparecida.

"Durante o curso da busca de 15 horas, que utilizou múltiplos recursos aéreos e marítimos das Ilhas do Canal, Reino Unido e França, vários objetos flutuantes foram vistos na água. Não conseguimos confirmar se algum deles é da aeronave desaparecida. Não encontramos sinais dos que estão a bordo. Se eles pousaram na água, as chances de sobrevivência são neste estágio, infelizmente, escassas", informou as autoridades policiais.

Sala estava a bordo de um pequeno avião que desapareceu na noite de segunda, a cerca de 20 quilômetros ao norte da ilha Guernesey, próximo ao Canal da Mancha - trecho de mar que separa o norte da França do sul da Grã-Bretanha. De acordo com autoridades marítimas britânicas e francesas, o avião carregava apenas dois passageiros, sendo um deles o atleta.

A guarda costeira da ilha de Guernsey recebeu um alerta às 20h23 (horário local, 17h23 no horário de Brasília) de segunda-feira de que uma aeronave leve tinha saído do radar aproximadamente 15 milhas ao norte de Guernsey, iniciando uma grande operação de busca e resgate. Helicópteros e botes salva-vidas estão envolvidos na busca do avião, um PA 46 Malibu, de turbina única.

Os atletas do Cardiff foram informados sobre o desaparecimento de Sala e mandados de volta para casa. O treino da manhã foi cancelado e o clube emitiu um comunicado no início da tarde, indicando que ainda tem esperanças que o jogador seja encontrado com vida.

O atacante de 28 anos acabara de se transferir do Nantes para o Cardiff, do País de Gales, que disputa o Campeonato Inglês. Sala, inclusive, estava no avião rumo à cidade galesa justamente para assinar seu contrato com o clube que pagou 15 milhões de libras (aproximadamente R$ 74 milhões) na negociação, valor recorde para o Cardiff.

Em sua carreira, Sala praticamente só atuou no futebol francês. Ele deixou a Argentina ainda na juventude para reforçar a base do Bordeaux. Após ser promovido ao time principal do clube, passou a ser emprestado para times menores, até se transferir para o Nantes, em 2015.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Emiliano Salafutebolacidente aéreo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

  • Raí valoriza montagem do elenco do São Paulo para o Brasileirão
  • Em crise, Figueirense se movimenta para evitar novo W.O.
  • Corinthians, Palmeiras e São Paulo tem as melhores defesas do Campeonato Brasileiro
  • Podcast: personalidades do esporte analisam a situação do futebol no Brasil
  • Bruno Henrique vibra com gols no Maracanã: 'Semana mais feliz da minha vida'

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.