Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

Polícia Civil investiga invasão de torcedores ao CT do São Paulo

No sábado, Carlinhos, Wesley e Michel Bastos foram agredidos

O Estado de S.Paulo

29 Agosto 2016 | 16h13

A Polícia Civil decidiu instaurar um inquérito para investigar a invasão dos torcedores organizados ao CT do São Paulo no último sábado, véspera da partida contra o Coritiba. O ato ocorreu antes do treino da manhã. Jogadores como Michel Bastos, Wesley e Carlinhos foram agredidos e objetos do clube foram roubados. Um torcedor foi preso por furtar uma bola.

A Polícia Civil delegou o caso a 5ª Delegacia de Polícia de Repressão e Análise aos Delitos de Intolerância Esportiva (Drade), que faz parte do Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Funcionários do clube serão ouvidos, segundo a polícia. Nesta segunda-feira, o presidente da Independente prestou depoimento à polícia. 

 NOTA OFICIAL

A SSP informa que policiais militares prenderam em flagrante Iraldo Barreto dos Santos Junior após furtar uma bola do Centro de Treinamento do São Paulo Futebol Clube, durante um tumulto, na manhã de sábado (27/8). Ele confessou o crime, sendo levado ao 91º Distrito Policial e indiciado por furto qualificado. O inquérito será remetido ao Fórum nos próximos dias. 

A invasão ao clube está sendo investigada pela 5ª Delegacia de Polícia de Repressão e Análise aos Delitos de Intolerância Esportiva (Drade), do Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que instaurou inquérito policial e ouvirá representantes do São Paulo Futebol Clube e do sindicato dos atletas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.