Reprodução Twitter
Reprodução Twitter

Polícia Civil solta 49 torcedores do Flamengo detidos por distúrbio

Rubro-negros haviam sido detidos na noite de terça-feira, por confusão em frente ao hotel onde estaria o Independiente

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

13 de dezembro de 2017 | 16h30

A Polícia Civil do Rio de Janeiro autuou 49 flamenguistas, sendo quatro deles menores de idade, por perturbação da tranquilidade e resistência. O motivo foi a confusão causada na noite de terça-feira em Copacabana, na zona sul do Rio, onde supostamente a delegação do Independiente - que faz na noite desta quarta a final da Sul-Americana com o Flamengo - teria se hospedado. O elenco argentino, contudo, ficou em um hotel na Barra da Tijuca.

+ Independiente pede à Conmebol que puna Fla por atos de torcedores em hotel no Rio

+ Flamengo busca título da Sul-Americana para fechar o ano em alta

Por volta das 22h, dezenas de torcedores rubro-negros haviam promovido uma confusão em frente ao hotel do Independiente, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. Com fogos de artifício (alguns lançados contra o hotel) e cânticos de estádios, os torcedores tentavam atrapalhar a noite de sono dos argentinos.

Surgiu a informação de que ao menos parte do grupo de jogadores teria sido transferido para outro hotel, em Copacabana. Na zona sul, o tumulto foi maior. Segundo informações da 12ª DP (Copacabana), cerca de 2.000 flamenguistas se concentraram na Av. Atlântica. Depois se espalharam pelo bairro causando desordem. Fogos de artifício foram lançados contra prédios ao longo da via e contra guarnições de policiais militares.

Com isso, a polícia acabou autuando 49 pessoas - todas já foram liberadas. Além disso, pedras e 25 morteiros foram apreendidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.