Polícia da Itália confisca par de brincos de diamantes de Maradona

Autoridades afirmam que Maradona tem uma dívida fiscal de 31 milhões de euros no país.

BBC Brasil, BBC

18 de setembro de 2009 | 21h39

A polícia fiscal da Itália confiscou, nesta sexta-feira, os brincos de diamante do técnico de futebol argentino Diego Maradona, que está hospedado em um spa no nordeste do país.

Autoridades italianas afirmam que o ex-jogador deve cerca de 31 milhões de euros (R$ 82 mi) como parte de um acordo de dívidas fiscais que Maradona acumulou durante o período em que jogou no clube italiano de futebol Napoli, entre 1984 e 1991.

O par de brincos de diamantes foi avaliado em aproximadamente 4 mil euros (cerca de R$ 10 mil).

Segundo o correspondente da BBC em Milão Mark Duff, a indignação de Maradona foi "completa" quando os oficiais da polícia ordenaram que o astro do futebol entregasse os brincos.

Essa não é a primeira vez que as autoridades italianas confiscam objetos de valor de Maradona. Anteriormente, a polícia já havia confiscado dois relógios da marca Rolex e também ordenou que o treinador entregasse o cachê recebido por uma participação em um programa de TV italiano. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.