Polícia detém técnico de time que teria vendido resultado de jogo com Barcelona B

Caso poderia ter ligação com apostas online

Estadao Conteudo

04 de abril de 2017 | 11h50

A polícia espanhola revelou nesta terça-feira que deteve o técnico do Eldense, clube da terceira divisão nacional que teria vendido o resultado do confronto diante do Barcelona B como parte de um esquema de manipulação. No último fim de semana, o time catalão derrotou o adversário por 12 a 0, resultado que levantou suspeitas em todo o país.

O técnico italiano do Eldense, Filippo Vito di Pierro, foi levado pela polícia na última segunda para prestar esclarecimentos. O diretor geral do clube, que também é representante do grupo de investidores da Itália que recentemente firmou parceria com o time, Nobile Capuani, também foi detido.

O próprio presidente do Eldense, David Aguilar, foi o responsável por fazer a queixa à polícia. Um dia depois a goleada que selou o rebaixamento do time à quarta divisão, mesmo com seis rodadas ainda a serem disputadas, a diretoria do clube anunciou o encerramento de suas atividades esportivas temporariamente e rompeu o contrato com o grupo italiano.

"Este é um assunto muito delicado, que precisa ser tratado de forma muito séria", disse o técnico do time principal do Barcelona, Luis Enrique, sobre o caso. "Em outros países, nós temos situações similares e elas são muito lamentáveis. Muitas pessoas estão querendo se beneficiar do futebol."

Atacante do Eldense, Cheikh Saad foi um dos responsáveis pela investigação depois de acusar quatro companheiros de time de estarem envolvidos no esquema. O jogador não revelou publicamente o nome destes colegas, mas garantiu que se recusou a compactuar com a manipulação e, por isso, não foi relacionado para a partida. "No fim, tudo será revelado."

Ainda segundo Saad, o acordo selado com estes quatro jogadores previa que o primeiro tempo terminasse 8 a 0 para o Barcelona B, e o segundo, 12 a 0, justamente o que aconteceu. O presidente Aguilar explicou que fez a denúncia à polícia depois que o empresário de um de seus atletas o alertou do esquema, que teria ligação com apostas online, e disse que estranhou as escalações utilizadas pelo técnico Di Pierro recentemente, com muitos nomes que não vinham atuando.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.