Henry Romero/Reuters
Henry Romero/Reuters

Polícia Federal barra 5 torcedores argentinos na fronteira do Rio Grande do Sul

Seleção enfrenta o Catar neste domingo, pela última rodada da fase de grupos da Copa América

Redação, Estadão Conteúdo

23 de junho de 2019 | 15h18

A Polícia Federal informou neste domingo que impediu a entrada de cinco argentinos que iriam acompanhar o jogo da Argentina com o Catar na Arena do Grêmio pela fronteira do Rio Grande do Sul. Segundo a nota da PF, os torcedores "constam da lista de torcedores com histórico de atos de violência em estádios, fornecida pelo governo argentino".

De acordo com a Polícia Federal, os argentinos foram impedidos de entrar no Brasil pelos policiais federais que atuam no controle migratório em Uruguaiana, São Borja e Santana do Livramento. A Polícia Federal barrou os torcedores entre a madrugada e n início da manhã de sábado.

Desde o início da Copa América, oito viajantes que constam da lista de torcedores violentos já foram impedidos, pela Polícia Federal, de ingressar no Brasil pela fronteira do Rio Grande do Sul.

A PF atua integrada à Polícia Rodoviária Federal, Força Nacional, Brigada Militar, Polícia Civil, prefeitura de Uruguaiana e ANTT para intensificar a fiscalização e o atendimento aos turistas que ingressam no Brasil para assistir aos jogos da compeitção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.