David Rowland/AP
David Rowland/AP

Polícia francesa vai ao Taiti interrogar ex-vice da Fifa suspeito de corrupção

Reynald Temarii foi banido por duas vezes pelo Comitê de Ética da Fifa

Estadão Conteúdo

30 Novembro 2017 | 17h50

A polícia francesa esteve no Taiti na última quarta-feira para interrogar o ex-vice-presidente da Fifa, Reynald Temarii, sobre o seu envolvimento em esquema de corrupção na escolha da sede do Catar para ser a sede da Copa do Mundo de 2022.

+ Depoimento no Caso Fifa volta a ligar TV Globo a pagamento de propina

Reynald Temarii é ex-jogador de futebol da seleção do Taiti e estava no cargo de vice-presidente da Fifa para a Oceania. Seu mandato foi suspenso por oito anos em 2015.

Um dos oficiais que viajou para o interrogatório informou à agência The Associated Press sobre o procedimento. A investigação ocorre sob sigilo. Segundo ele, Reynald Temarii foi levado até a polícia na terça-feira à noite e ficou detido por um dia enquanto era questionado.

Reynald Temarii foi banido por duas vezes pelo Comitê de Ética da Fifa por conta de suposto envolvimento em fraude na escolha da Copa do Mundo da Rússia de 2018 e do Catar de 2022.

Primeiro ele foi excluído por um ano por revelar conversas sigilosas a repórteres do jornal inglês The Sunday Times. Em 2015, foi banido por oito anos por receber, em 2011, US$ 415 mil (cerca de R$ 1,36 milhão) do dirigente do futebol do Catar, Mohamed bin Hammam, que está banido da Fifa por corrupção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.