Polícia intima Teixeira na CBF

A 1ª Delegacia de Polícia Civil do Rio, localizada no centro da cidade, instaurou inquérito, a pedido do Ministério Público Federal (MPF), para investigar denúncias de que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) cometeu irregularidades com o dinheiro recebido da empresa de material esportivo Nike, com quem firmou contrato até 2006. Por isso, hoje, um inspetor da 1ª DP esteve no prédio da CBF para entregar uma notificação ao presidente da entidade, Ricardo Teixeira, que está na Suíça. O documento foi assinado por um funcionário da CBF. Ao voltar da Europa, Teixeira terá de depor na delegacia. O MPF se baseou no relatório da CPI do Futebol do Senado para pedir a investigação à Polícia Civil do Rio. A 1ª DP trabalhará em conjunto com a Polícia Fazendária nessa apuração.

Agencia Estado,

05 Março 2002 | 20h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.