Ciro de Luca/Reuters
Ciro de Luca/Reuters

Polícia italiana prende líder de organizada da Inter acusado de matar torcedor

Marco Piovella é suspeito pelo assassinato de Daniele Belardinelli, fã do Napoli

Redação, Estadão Conteúdo

31 Dezembro 2018 | 17h06

A polícia italiana prendeu nesta segunda-feira Marco Piovella, líder de torcida organizada da Inter de Milão, suspeito de matar um torcedor antes do jogo contra o Napoli, no dia 26 deste mês, na semana passada, em Milão.

Investigadores acreditam que Daniele Belardinelli, o torcedor de 35 anos que morreu, deve ter sido atropelado nos arredores do Estádio San Siro. Os policiais informaram que os confrontos foram planejados pelos torcedores milaneses.

Pelo menos quatro torcedores do Napoli foram feridos nos incidentes. Barras de ferro, facas e outras armas foram usadas. Três fãs da Inter de Milão foram presos.

A partida de 26 de dezembro, que teve a Inter como vencedora, por 1 a 0, também foi marcada por cânticos racistas contra o zagueiro Kalidou Koulibaly, do Napoli. A Inter foi condenada a jogar seus próximos dois jogos em casa em um estádio vazio, além de um terceiro jogo em Milão com fechamento parcial do San Siro.

Os torcedores da Inter também foram impedidos de viajar para um jogo em Empoli no último sábado.

As equipes só voltam a jogar pelo Campeonato Italiano no dia 20. O Napoli, segundo colocado na classificação, enfrenta a Lazio, enquanto a Inter, terceira colocada, terá pela frente o Sassuolo.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.