Polícia italiana prende suspeito de manipular resultados

A polícia italiana anunciou que prendeu nesta quinta-feira Admir Suljic, acusado de ser integrante de uma grande organização criminal responsável por manipular resultados no futebol do país. Ele é um dos mais de 150 investigados pelas autoridades judiciais da cidade de Cremona, que já deteve mais de 50 pessoas envolvidas neste esquema.

AE-AP, Agência Estado

21 de fevereiro de 2013 | 10h02

Suljic foi preso no aeroporto Malpensa, em Milão, quando chegava de Cingapura, onde passou um longo período discutindo os rumos da organização com os chefes do esquema. De acordo com a polícia italiana, ele estava foragido desde dezembro de 2011 e é considerado "elemento chave" da operação. A denúncia de que ele estava chegando na Europa partiu de autoridades do país asiático.

A prisão era considerada prioridade na Itália porque Suljic trabalhava para o empresário Tan Seet Eng, conhecido como Dan Tan, a quem as autoridades do país emitiram ordem de prisão por ser um dos chefes deste esquema de manipulação. A prisão, no entanto, não foi realizada porque a ordem não tinha efeito na Ásia.

De acordo com o secretário-geral da Interpol, Ronald Noble, a prisão de Suljic foi "importante porque o mundo acredita que a lei não pode fazer nada para derrubar essas organizações criminais. O mundo acredita que Dan Tan e seus parceiros não podem ser tocados, que eles estão acima da lei".

Em novembro, o jogador sérvio Almir Gegic também foi preso em Malpensa, considerado culpado de participar deste esquema de manipulação. Mesmo esbarrando em algumas dificuldades com a lei de outros países, Noble prometeu acabar com a organização criminal. "Vamos seguir as regras da lei. Esperamos que os suspeitos colaborem e nos digam tudo que sabem", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolItáliaescândalo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.