Polícia liberta mãe de Luís Fabiano

Policiais do Grupo Anti-Seqüestro de Sorocaba libertaram na tarde desta quinta-feira Sandra Helena Clemente, mãe do atacante Luís Fabiano, que joga no Porto, de Portugal. Ela tinha sido seqüestrada no dia 11 de março, em sua residência em Campinas.Encontrada em uma chácara em Mairinque, cidade que fica a 65 quilômetros de São Paulo, a mãe de Luís Fabiano foi encaminhada para Sorocaba e passa bem. Um homem fazia a segurança do cativeiro, mas conseguiu fugir.Sandra Helena Clemente, de 45 anos, é a quarta mãe de jogador de futebol seqüestrada nos últimos meses, depois dos casos envolvendo Robinho (Santos), Grafite (São Paulo) e Rogério (Sporting, de Portugal). Mas todos foram resolvidos com sucesso.De acordo com o delegado Wilson Negrão, o resgate da mãe de Luís Fabiano só foi possível através de uma denúncia anônima, que chegou à polícia por volta das 16 horas. A informação apontava uma chácara da zona rural de Mairinque, de onde era possível ouvir a voz de uma mulher gritando por socorro.Alívio - Por meio de sua assessoria de imprensa, Luís Fabiano disse ter recebido a notícia da libertação por volta das 17 horas, depois de um telefonema de familiares. Por enquanto, ele não recebeu a liberação de seu clube e permanece em Portugal. "Agradeço pelo grande apoio que tive dos meus familiares, amigos, polícia, meus companheiros de clube, comissão técnica e diretoria do Porto", disse o jogador, em nota oficial. Ele também agradeceu o afastamento da imprensa do caso. O Grupo Estado não noticiou o seqüestro da mãe de Luís Fabiano por questões de segurança, a pedido da família.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.