Jorge Adorno/Reuters
Jorge Adorno/Reuters

Polícia mexicana identifica agressores de Cabañas

Imagens das câmeras de vigilância ajudam autoridades a resolver o caso do jogador paraguaio

estadao.com.br,

26 de janeiro de 2010 | 12h12

A polícia mexicana revelou a identidade dos dois possíveis agressores do jogador da seleção paraguaia Salvador Cabañas, que levou um tiro na cabeça no banheiro de um bar na Cidade do México, o Bar-Bar. Segundo o procurador local Miguel Ángel Macera, os suspeitos foram identificados pelas câmeras de vigilância e por algumas testemunhas. As investigações apontam que uma bailarina cubana seja o motivo da briga entre os envolvidos.

De acordo com as imagens do circuito interno, um dos possíveis agressores entrou no local, enquanto o outro conversava do lado de fora com a bailarina. O segundo suspeito também entrou no bar, logo após o jogador paraguaio. Em seguida, ambos deixaram o bar apressadamente, sem serem abordados pelos seguranças. O procurador investiga se os funcionários da casa facilitaram a saída dos agressores.

Até o momento, o paradeiro dos suspeitos é desconhecido e Cabañas permanece no hospital Los Ángeles del Pedregal em estado grave, onde foi submetido a uma cirurgia.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSalvador Cabañas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.