Márcio Fernandes/Estadão
Márcio Fernandes/Estadão

Polícia Militar cria nesta terça batalhão de trânsito da Copa do Mundo

Grupamento conta com seis policiais que falam inglês e outros seis fluentes em espanhol

Rafael Italiani, O Estado de S. Paulo

27 de maio de 2014 | 04h51

SÃO PAULO - A partir desta terça-feira, a Polícia Militar coloca em operação um efetivo de 250 homens do BPTran Copa (Batalhão de Policiamento de Trânsito para a Copa), criado exclusivamente para atuar nas vésperas dos jogos e durante a competição. Segundo o tenente-coronel Marcelo Vianna, comandante do batalhão, o grupamento conta com seis policiais que falam inglês e outros seis fluentes em espanhol.

"O objetivo do batalhão é garantir que os torcedores e quem irá participar de atividades relacionadas com a Copa do Mundo possa fazer isso de forma tranquila", afirmou Viana.

Segundo ele, nos dias em que houver jogos na Arena Corinthians, os PMs vão garantir o acesso em quatro rotas: a dos torcedores convidados pelos patrocinadores, das delegações e autoridades, da mídia e empresas que vão abastecer o estádio e a dos ônibus de transporte público no Terminal Itaquera.

"Não existe a possibilidade de estacionamento particular no entorno do estádio", afirmou o tenente-coronel. Isso porque a grande parte dos torcedores vai chegar ao estádio de forma ordenada, pelas estações Corinthians-Itaquera da Linha 11-Coral, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (35 mil), e Artur Alvim da Linha 3-Vermelha do Metrô (25 mil). Os ingressos trazem a informação da estação em que o torcedor terá que descer.

Ainda de acordo com Vianna, "quem for ao estádio com o veículo só poderá entrar no perímetro de segurança com o ônibus ou em van credenciada pela Fifa e com os ingressos do jogo". Isso deve ocorrer, principalmente, nos veículos fretados que vão transportar os torcedores que ganharam ingressos dos patrocinadores ou em promoções da Copa do Mundo.

Entre 5 e 10 minutos antes de as delegações partirem, os PMs irão fazer uma espécie de varredura nas rotas que serão usadas, para verificar se há acidentes ou manifestações.

Além do entorno do estádio, os PMs do BPTran Copa também vão ajudar a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) a organizar o trânsito em volta dos locais que receberão a Fan Fest e em praças espalhadas pela cidade que terão exibição pública das partidas.

Nesta terça, o batalhão já vai atuar no jogo entre Portuguesa e Sampaio Corrêa, no Canindé, na zona norte, válido pela Série B do Campeonato Brasileiro. Mas os testes que irão envolver as quatro rotas de acesso ao estádio serão feitos apenas no dia 1.º, no jogo entre Corinthians e Botafogo, na Arena Corinthians. Outro teste será feito no amistoso entre Brasil e Sérvia, no Morumbi, na zona sul de São Paulo.

Ainda segundo Vianna, o BPTran e o Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran) irão intensificar as operações de Lei Seca em toda a cidade de São Paulo. A ordem é evitar confusões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.