Daniel Teixeira/Estadão - 17/02/2013
Daniel Teixeira/Estadão - 17/02/2013

Polícia Militar prepara segurança especial no entorno do Pacaembu

Grades serão colocadas ao redor do estádio a partir do canteiro circular na Praça Charles Miller

AE, Agência Estado

26 de fevereiro de 2013 | 16h17

SÃO PAULO - Após a decisão da Conmebol de punir o Corinthians ter sido mantida, a Polícia Militar do Estado de São Paulo promoveu uma reunião para definir o plano de segurança do jogo que o time fará contra Millonarios, nesta quarta-feira, pela Libertadores. E ficou decidido que o mesmo contingente que seria usado para proteger o interior do Pacaembu será empregado agora no policiamento externo do estádio.

O 1.º tenente-comandante da 1.ª Companhia da Polícia de Choque, Marcel Ricardo Razuk, afirma que não vai impedir a permanência de torcedores no local, mas avisa que vai anular qualquer tipo de tumulto. "A Polícia Militar não impede de ir e vir desde que a ordem seja mantida. Cabe à polícia restabelecer a ordem pública", disse. Além do reforço na segurança nos entornos do Pacaembu, os policiais foram orientados a aumentar a fiscalização de vendedores ambulantes para coibir a permanência de torcedores no local.

Alguns corintianos chegaram até a organizar uma mobilização nas redes sociais, chamada de "Invasão Praça Charles Miller", para ir em grande número ao local.

Apesar da demonstração de apoio da torcida, o Corinthians pediu que os torcedores não compareçam ao Pacaembu nesta quarta-feira. O temor é de que aconteça alguma confusão que prejudique o clube. A Gaviões da Fiel, principal organizada corintiana, participou da reunião com a PM e avisou que vai se concentrar em sua sede, no bairro do Bom Retiro, para assistir ao jogo por um telão.

PUNIÇÃO

O Corinthians foi punido pela Conmebol após um sinalizador naval ter sido disparado do setor da torcida corintiana no Estádio Jesús Bermúdez, em Oruro, na Bolívia, durante o jogo contra o San José na última quarta-feira, provocando a morte do jovem boliviano Kevin Espada. A entidade decidiu que o clube jogará sem a presença de sua torcida nos jogos da Libertadores, até que o caso seja julgado.

Atualizada às 15:53

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa LibertadoresCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.