Polícia prende torcedores escoceses por briga de 2008

A polícia britânica anunciou nesta segunda-feira a prisão de cinco torcedores escoceses acusados de estimular uma briga na final da Copa da Uefa do ano passado, entre Rangers e Zenit São Petersburgo, disputada no Estádio City of Manchester.

AE-AP, Agencia Estado

16 de março de 2009 | 09h37

Os cinco homens, com idades entre 21 e 36 anos, serão levados a Manchester para prestar depoimento. A prisão ocorreu dois meses depois da liberação de imagens em que 49 suspeitos aparecerem brigando. A batalha campal nos arredores do estádio do Manchester City deixou 15 feridos e provocou a prisão imediata de cerca de 40 brigões, mas todos foram rapidamente liberados.

A briga começou depois que um telão colocado em frente ao estádio deixou de funcionar, antes do início do jogo. Mais de 150 mil torcedores escoceses haviam viajado de Glasgow a Manchester, a grande maioria sem ingressos. Em campo, o Rangers perdeu por 2 a 0 e o Zenit levou o título.

"Foi um trabalho complexo, mas temos de lembrar que estamos lidando com violência em larga escala, que leva tempo para investigar e não pode ficar sem punição", afirmou o chefe de polícia Geoff Wessell, que lidera as investigações.

Mais conteúdo sobre:
futebolCopa da Uefaviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.