AP
AP

Polícia romena investiga morte de jogador em campo

Demora no atendimento de Patrick Ekeng será analisada

Estadão Conteúdo

07 de maio de 2016 | 10h40

A polícia romena anunciou neste sábado que abriu um inquérito para investigar a morte do jogador Patrick Ekeng, ocorrida na última sexta-feira. O camaronês faleceu durante uma partida do seu time, o Dínamo Bucareste, pela primeira divisão do país, e os primeiros indícios davam conta de que havia sofrido um ataque cardíaco.

Patrick Ekeng havia entrado em campo pouco antes quando sofreu um colapso e caiu desacordado no campo, aos 24 minutos do segundo tempo do empate do Dínamo por 3 a 3 diante do Viitorul. O camisa 14, parou no meio do campo, colocou as mãos sobre os joelhos e caiu de costas no chão, ainda respirando.

O árbitro paralisou a partida e, dois minutos depois, o camaronês já estava dentro da ambulância, que foi buscá-lo no gramado. Os médicos ainda tentaram ressuscitá-lo no hospital, sem sucesso.

A torcida e alguns dirigentes criticaram o que eles consideraram atrasos no tratamento a Ekeng no campo e ao levá-lo de ambulância para o hospital. Todas estas circunstâncias serão investigadas pela polícia romena.

 

Por conta desta tragédia, toda a rodada deste fim de semana do futebol romeno foi adiada. Ekeng havia chegado este ano para defender o Dínamo. Antes, passou por Le Mans e Rodez, na França, Lausanne, na Suíça, e, na temporada passada, jogou o Campeonato Espanhol pelo Córdoba.

Tudo o que sabemos sobre:
Futebol Internacional

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.