Paul Ellis / AFP
Paul Ellis / AFP

Polícia vai investigar denúncia de agressão e racismo contra Sterling, do City

Agressões teriam ocorrido horas antes do jogo contra o Tottenham, no próprio CT do clube

Estadão Conteúdo

18 de dezembro de 2017 | 10h34

A polícia de Manchester confirmou nesta segunda-feira que está investigando denúncia de agressão e racismo ao meia Raheem Sterling, do Manchester City. O episódio de violência teria acontecido no próprio CT do clube inglês, poucas horas antes da goleada sobre o Tottenham, no sábado.

+ Mourinho alfineta Guardiola: "Não fazemos um circo quando vencemos"

+ Guardiola detém o recorde de vitórias seguidas de 3 das 5 maiores ligas da Europa

A suposta agressão foi denunciada pelo jornal The Daily Telegraph. Segundo o periódico, o jogador de 23 anos foi alvo de chutes e ofensas raciais quando chegou ao CT, antes do jogo válido pelo Campeonato Inglês, do qual o Manchester City é o líder disparado, com uma das maiores vantagens da história da competição.

Nem o jornal e nem as autoridades locais deram detalhes sobre o episódio. O Manchester City também não se manifestou sobre o assunto.

Apesar das denúncias, Sterling foi um dos destaques da partida contra o Tottenham, disputado horas depois da suposta agressão. Ele marcou dois gols na vitória por 4 a 1 que deixou o City com 11 pontos de vantagem sobre o vice-líder Manchester United.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.