Políticos entraram na festa são-paulina

Abusando da diplomacia, e deixando de lado o coração palmeirense, o prefeito José Serra pediu nesta terça-feira a convocação do goleiro Rogério Ceni para a seleção brasileira. Foi um apelo ao técnico Carlos Alberto Parreira, que não o convoca.?Ele é um grande goleiro, um dos melhores do mundo, e merece estar na Copa da Alemanha?, disse o prefeito, durante a rápida passagem da delegação do São Paulo na sede da Prefeitura Municipal, no centro da cidade. Rogério Ceni entregoue uma placa ao prefeito e ganhou dele uma bandeira com o brasão paulistano. ?Trata-se de uma homenagem ao time que levou o nome da cidade para o mundo?, disse Serra, erguendo a taça conquistada - ele nem se incomodou com o trânsito caótico de São Paulo, gerado pela festa. No final da tarde, o comboio foi recebido no Palácio dos Bandeirantes pelo governador Geraldo Alckmin, numa festa bem mais pomposa. O governador ofereceu aos atletas e aos dirigentes do clube a medalha do mérito esportivo. E ganhou calorosos abraços do capitão Rogério Ceni. Alckmin ainda fez questão de anunciar na cerimônia a nome oficial da nova estação de metrô nas proximidades do estádio: a estação São Paulo/Morumbi.?A cidade abraçou esta equipe, que deu um exemplo de garra, talento e beleza no futebol?, discursou o governador, que é santista, também fazendo questão de erguer o troféu conquistado no Japão. Veja o especial do Mundial de Clubes da Fifa e relembre a conquista do São Paulo

Agencia Estado,

20 de dezembro de 2005 | 18h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.