Fábio Murru / EFE
Fábio Murru / EFE

Polonês faz golaço no fim, Napoli bate Cagliari e reduz vantagem da Juve no topo

Equipe abre vantagem para a Inter de Milão e prossegue em caça à líder Juventus

Estadão Conteúdo

16 de dezembro de 2018 | 18h10

Graças a um golaço de falta marcado pelo atacante polonês Arkadiusz Milik nos acréscimos do segundo tempo, aos 46 minutos, o Napoli venceu o Cagliari por 1 a 0, neste domingo, fora de casa, e voltou a reduzir a vantagem da líder Juventus no Campeonato Italiano.

Com o triunfo garantido no finalzinho, o time napolitano foi aos 38 pontos na vice-liderança e está novamente a oito da equipe de Turim, que no último sábado derrotou o Torino por 1 a 0, também atuando como visitante, na abertura desta 16ª rodada da competição.

O Napoli também voltou a abrir vantagem sobre a Inter de Milão, terceira colocada, que no sábado superou a Udinese por 1 a 0, em casa, para passar a contabilizar 32 pontos.

No duelo deste domingo, o Cagliari desperdiçou boas chances de abrir o placar no primeiro tempo, antes de o Napoli começar a exibir maior volume ofensivo no segundo tempo. O gol da vitória, porém, só veio nos acréscimos em um lance de bola parada. Milik cobrou falta de meia distância com categoria e acertou o ângulo esquerdo do goleiro Alessio Cragno.

O triunfo deste domingo também foi importante para recuperar o ânimo do time napolitano, que no meio de semana foi eliminado pelo Liverpool da Liga dos Campeões ao ser derrotado por 1 a 0, na Inglaterra, em revés que fez a equipe italiana fechar a sua campanha na fase de grupos da competição atrás dos ingleses e do Paris Saint-Germain, que avançaram às oitavas de final.

Já o Cagliari, que perdeu a invencibilidade que ostentava como mandante nesta temporada, estacionou nos 17 pontos e ocupa a 14ª posição do Campeonato Italiano. Na próxima rodada, marcada para o próximo sábado, o Napoli atuará em casa diante do SPAL, enquanto o Cagliari pegará a Lazio, em Roma.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.