Polônia e Equador jogam por redenção na Copa do Mundo

Com o objetivo de apagar as péssima campanhas na Copa de 2002, Polônia e Equador entram em campo, nesta sexta-feira, às 16 horas (de Brasília), no Aufschalke Arena, em Gelsenkirchen. Os poloneses querem enterrar o pesadelo vivido no Mundial passado, quando o time perdeu de 2 a 0 na estréia para a Coréia do Sul e, em seguida, foi goleado por 4 a 0 por Portugal. Os europeus terminaram o último Mundial no 25.º posto."Precisamos adotar uma atitude bem diferente e levar o jogo muito a sério", advertiu o capitão da seleção polonesa, o zagueiro Jacek Bak. "Mas acredito que venceremos e iremos adiante no grupo." Receoso, o técnico Pawel Janas avisou que só divulgará o time pouco antes do jogo.Do lado do Equador, o técnico colombiano Luís Suarez enfrenta problemas de lesão de alguns jogadores e desentendimentos com Agustín Delgado, principal atacante da equipe e representante de seus companheiros em reclamações sobre o pagamento de prêmios para os atletas. Porém, o Suárez teve uma notícia boa na última quinta-feira, o atacante Edwin Tenório, que havia se machucado em um amistoso contra a Macedônia, foi liberado pelo departamento médico equatoriano. ?Nosso objetivo é ir mais longe do que em 2002, quando nosso país estreou em Copas do Mundo e foi eliminado na primeira fase?, disse Suárez. A vontade de esquecer a última campanha do Equador em Mundiais (24.ª posição) também é enfatizada pelos jogadores que dizem acreditar na classificação de sua equipe. "Eles são fortes e têm maior experiência, mas nossa vontade de vencer é a mesma", comentou o meia Tenório.Muitos trens e ônibus deixaram a Polônia para levar milhares torcedores ao estádio - e os poloneses têm fama de fanáticos, às vezes violentos, o que preocupa a polícia alemã. ?Cerca de 200 mil a 300 mil torcedores devem cruzar a fronteira para a Copa?, avalia o subchefe de polícia de Gelsenkirchen, Jens Viering. Preventivamente, as autoridade alemã e polonesa adotaram maior rigidez nos check-ups na fronteira. Ficha técnica:Polônia x EquadorPolônia - Boruc; Jop, Baszczynski, Bak e Zewlakow; Kosowski, Szymkowiak, Smolarek e Krzynowek; Zurawski e Rasiak. Técnico: Pawel Janas.Equador - Mora; De la Cruz, Hurtado, Espinoza e Reasco; Méndez, Castillo, Edwin Tenorio e Valencia; Carlos Tenorio e Agustín Delgado. Técnico: Luís Suárez.Horário - 16 horas (de Brasília). Árbitro - Toru Kamikawa (JAP). Estádio - Aufschalke Arena, em Gelsenkirchen (Alemanha).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.