Natalia DOBRYSZCYCKA / AFP
Natalia DOBRYSZCYCKA / AFP

Polônia derrota País de Gales, de virada, na abertura da Liga das Nações

Seleção do craque Robert Lewandowski vence por 2 a 1 e larga na frente do Grupo D da competição

Redação, Estadão Conteúdo

01 de junho de 2022 | 15h18

A Polônia derrotou País de Gales, por 2 a 1, de virada, nesta quarta-feira, na abertura da Liga das Nações da Uefa, em Varsóvia. O jogo foi válido pelo Grupo D, que ainda conta com Bélgica e Holanda. Apenas o primeiro colocado de cada chave se classifica para as semifinais.

A cabeçada perigosa de Zielinski, logo aos três minutos, deu uma expectativa errada de domínio polonês para o primeiro tempo. Com forte marcação na saída de bola do adversário, muita rapidez na troca de passes e nos contra-ataques, a seleção galesa foi aos poucos dominando a partida.

Com nove jogadores de meio-de-campo (cinco de País de Gales e quatro da Polônia), a partida ficou corrida e repleta de alternativas, com os times se revezando no ataque.

Aos 20 minutos, Lewandowski, que completou 130 jogos pela seleção, com 75 gols, fez uma jogada de craque, ao escapar pela esquerda, desde o campo de defesa polonês. Após passar por três zagueiros, o atacante bateu colocado para grande defesa do goleiro Ward. A maior oportunidade de País de Gales foi construída aos 30 minutos, após contra-ataque envolvente. Daniel James bateu seco e errou por pouco o alvo.

O início do segundo tempo foi todo de País de Gales. O atacante Matondo entrou e aumentou a velocidade do ataque galês pelo lado direito. Em uma dessas jogadas, a bola sobrou para Jonathan Williams, que bateu cruzado e abriu o placar, aos seis minutos.

Com a vantagem no placar, Pais de Gales cometeu o erro de recuar, deixando campo para a Polônia. Aos 26, Puchacz fez bela jogada pela esquerda e cruzou para Kaminski, esperto, bater rápido: 1 a 1.

A partir daí, a disputa ficou aberta e o segundo gol poderia sair para qualquer lado. Saiu para a Polônia, aos 39 minutos, com Swiderski, após jogada iniciada por Lewandowski.

Regulamento

A Liga das Nações conta com todas as 55 seleções da Uefa. O torneio consiste em três ligas de 16 times e uma quarta, com sete equipes, e funciona com sistema de acesso e rebaixamento. As três primeiras ligas (A, B e C) são divididas em grupos de quatro seleções, enquanto a D tem um de quatro e outro de três.

Os vencedores de cada grupo na Liga A avançam para a semifinal e, depois, para a final. Os líderes de cada grupo nas Ligas B, C e D, sobem de "divisão". Já as seleções que terminarem na última posição de seus grupos na Liga A e B serão rebaixados, e os da Liga C farão um playoff para decidir quem cai para a Liga D. A Rússia foi punida pela Uefa, devido à invasão militar na Ucrânia desde fevereiro, e não vai disputar a competição. Os russos ficarão na última posição do Grupo B, não entrarão em campo e serão rebaixados ao fim da fase de grupos.

Rodadas

Serão quatro rodadas de jogos entre o dia 1º e 14 de junho. As últimas duas partidas serão jogadas entre 22 e 27 de setembro. As semifinais estão marcadas para os dias 14 e 15 de junho de 2023. A grande decisão e a disputa do terceiro lugar vão ocorrer no dia 18 de junho do ano que vem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.