Andrzej Iwanczuk/AFP
Andrzej Iwanczuk/AFP

Polônia surpreende e bate Alemanha nas Eliminatórias

Resultado deixa os poloneses na ponta da chave com seis pontos, mesmo número da Irlanda, mas com um gol a mais de saldo

Estadão Conteúdo

11 de outubro de 2014 | 17h57

A Alemanha foi surpreendida e sofreu sua primeira derrota nas Eliminatórias para a Eurocopa de 2016 neste sábado. Melhor para a Polônia, que venceu por 2 a 0 na cidade de Varsóvia, assumiu a liderança do Grupo D e levou à loucura seus torcedores. Arkadiusz Milik e Sebastian Mila foram os autores dos gols que derrubaram os atuais campeões mundiais.

O resultado deixa a Polônia na ponta da chave com seis pontos, mesmo número da Irlanda, mas com um gol a mais de saldo. Em terceiro, vem a Alemanha, com três, mesmo número da Escócia. Geórgia e o saco de pancadas Gibraltar fecham a tabela sem nenhum ponto.

A derrota confirma o momento irregular da Alemanha após o título mundial no Brasil. De lá para cá, a equipe disputou três partidas, sendo que nas outras havia perdido por 4 a 2 para a Argentina, em amistoso disputado em Dusseldorf, e vencido no sufoco a Escócia por 2 a 1, em Dortmund, na estreia das Eliminatórias.

A equipe da Alemanha que entrou em campo neste sábado, a bem da verdade, é bem diferente daquela que foi campeã no Brasil. Lahm, Höwedes, Schweinsteiger, Özil e Klose, titulares naquela final contra a Argentina, não estiveram em campo contra a Polônia. Mas era o que os alemães tinham de melhor para a partida.

No primeiro tempo, a marcação polonesa levou a melhor sobre a Alemanha. Somente nos últimos minutos, Bellarabi, duas vezes, e Thomas Müller tiveram bons momentos, mas o goleiro Szczesny e a falta de pontaria dos alemães evitaram a abertura do placar.

Na etapa final, logo aos cinco minutos, Milik abriu o placar. Piszczek cruzou da direita e o jogador se antecipou a Neuer, que saiu mal, para marcar. Os alemães tentaram responder, mas Szczesny salvava a Polônia. Quando o goleiro não aparecia, o travessão salvou os donos da casa, em pancada de Podolski. Já aos 42, Lewandovksi fez bem o pivô e rolou para Mila selar o resultado.

Ainda neste sábado, Gibraltar mais uma vez deu prova de sua fragilidade e tomou outra goleada. Depois de perder por 7 a 0 na estreia contra a Polônia, repetiu o placar no duelo contra a Irlanda. O veterano Robbie Keane foi o destaque da partida ao marcar três vezes, todas elas antes dos primeiros 20 minutos. McClean, duas vezes, Hoolahan e Pérez, contra, completaram o resultado.

No outro jogo do grupo, a Escócia chegou à primeira vitória ao bater a Geórgia por 1 a 0, em casa, com gol de Khubutia, contra, aos 28 minutos de jogo. Os escoceses vinham de derrota para a Alemanha, enquanto os georgianos também haviam perdido a partida de estreia, para a Irlanda.

Pelo Grupo F, destaque para a surpreendente Irlanda do Norte, que lidera com seis pontos. Neste sábado, a equipe se tornou a única do grupo a alcançar duas vitórias ao bater Ilhas Faroe por 2 a 0. McAuley e Kyle Lafferty, logo no início, definiram o resultado.

Logo atrás dos norte-irlandeses vem a Romênia, que chegou aos quatro pontos ao ficar no empate por 1 a 1 com a Hungria, em casa. Também com quatro pontos está a Finlândia, que empatou pelo mesmo placar com a Grécia em casa. Os gregos, que foram às oitavas de final da última Copa, somaram seu primeiro ponto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.