Pontaria é a preocupação no Corinthians

O Corinthians é, disparado, o melhor ataque do Brasileiro, com 67 gols marcados em 31 jogos (média de 2,16 por jogo). Do elenco, 20 jogadores já marcaram na competição. O técnico Antônio Lopes comemora ter um time artilheiro, mas não esconde: a pontaria do time é a maior preocupação contra o Paraná, neste sábado, no Pacaembu. Nesta sexta-feira, com o resumo do jogo contra o Pumas em mãos (2 a 1, pela Copa Sul-Americana), era só sorrisos pela pouca média no erro de passes. ?Normalmente, um time falha mais de 10%. Nós tivemos apenas 7,1%?, vibrou. Estava contagiado com outros fundamentos também, como cruzamentos. Até que... Mas você não acha que o time anda perdendo muitos gols? ?Podíamos ter vencido o Pumas por quatro, cinco gols. Só nisso não fomos bem. Temos de melhorar,? reconhece. E nada melhor do que ter Carlitos Tevez ? artilheiro da equipe no Nacional, com 12 gols ?, desde o início, para respirar mais calmo. Ao lado de Nilmar, uma dupla que dificilmente passa sem marcar. Tevez é tão importante no esquema do invicto Lopes (5 vitórias e dois empates) que arranca elogios até para a imprensa argentina. ?Ele tem muito potencial e deve ir ao Mundial. Não é o melhor atacante da Argentina, é um dos melhores do mundo?, exagera. Apesar das exigências do treinador, nos 7 jogos sob seu comendo, o Corinthians marcou gols em todos. E neste sábado, tirando o goleiro Fábio Costa e o volante Wendel, todos em campo já anotaram pelo menos uma vez. ?Quando o time tem só um artilheiro, fica fácil de o rival marcar. Agora quando tem quatro, cinco, como a gente, fica complicado?, ressalta. A marcação sob pressão está mantida. Com Lopes, este fator tem sido decisivo, sobretudo quando mandante. O maior exemplo foi o fácil 3 a 0 sobre o perigoso Fortaleza. Com passagens por Coritiba e Atlético-PR, antes de se transferir para o Corinthians, Lopes conhece bem o futebol paranaense. Afirma que erros podem ser fatais e não esconde o medo com as bolas paradas do Paraná. Inclusive, dedicou grande parte do treino desta sexta, no Parque São Jorge, para cobranças de faltas frontais, das laterais, de longe, perto. Não esqueceu, ainda, dos escanteios. Como se fosse o ataque do Paraná. Saiu satisfeito com o desempenho de seus defensores. O Corinthians não enfrenta, neste sábado, um Manchester United, Milan ou Real Madrid. Mas até poderia, tamanho o exagero de Lopes ao desvendar os pontos fortes do Paraná. ?Um belíssimo time, com três excelentes zagueiros, que marcam forte, dois alas que apóiam bastante, eficientes, volantes que chegam bem, um meia habilidoso e dois atacantes excepcionais,? diz. ?E ainda tem o Daniel Marques (zagueiro), que não jogará pois pegou o terceiro cartão amarelo?. A boa notícia é que o goleiro Fábio Costa foi absolvido no STJD. Carlos Alberto pegou suspensão de um jogo (já cumprido).

Agencia Estado,

21 de outubro de 2005 | 19h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.