Leandro Boeira/Avaí FC
Leandro Boeira/Avaí FC

Ponte abrirá venda de 1,8 mil ingressos para jogo em Florianópolis

Para conseguir o acesso, equipe de Campinas precisa vencer para não depender do resultado do CSA

Estadão Conteúdo

20 de novembro de 2018 | 22h10

A Ponte Preta divulgou na tarde desta terça-feira a "Operação Florianópolis" para o jogo decisivo contra o Avaí, no sábado, às 17 horas, na Ressacada, pela última rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. São 1.800 ingressos - 1.500 inteiras e 300 meias - vendidos a partir das 10 horas desta quarta-feira no estádio Moisés Lucarelli.

Os bilhetes custam R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia), sendo que quem adquirir a meia-entrada precisa comprovar o benefício na hora da compra e também na hora de entrar na Ressacada. Cada torcedor pode adquirir no máximo três ingressos.

Além disso, a diretoria fechou dois ônibus de graça para os sócios-torcedores com as mensalidades em dia. A reserva pode ser feita apenas na quarta-feira na sala do Torcedor Camisa 10+. Os veículos vão sair do Majestoso às 22 horas de sexta-feira e voltam logo depois do jogo.

"É claro que muitos torcedores vão por meios próprios e podem já garantir o ingresso em Campinas. Recomendamos, porém, que não deixem para a última hora, já que a venda no Majestoso é limitada", comentou o diretor de marketing da Ponte, Eric Silveira. Muitos grupos estão fretando ônibus ou organizando a ida de carro ou de avião.

A expectativa é muito grande entre os torcedores, depois da grande reação do time na competição. Foram sete vitórias e um empate nas últimas oito rodadas, com 22 pontos somados em 24 disputados. Na quarta colocação, com 59 pontos, a Ponte Preta depende apenas das suas próprias forças para conquistar o acesso. Basta vencer o Avaí, terceiro, com 60 pontos. Em caso de empate ou derrota, o time campineiro precisa torcer por um tropeço do CSA, quinto com 59, contra o rebaixado Juventude, em Caxias do Sul (RS).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.