Ponte adota cautela para contratar e prioriza renovações

Mesmo com mais dinheiro, equipe tenta manter elenco vitorioso da Série B e poupar gastos com contratações

Estadão Conteúdo

09 de dezembro de 2014 | 20h33

O acesso para a elite nacional irá multiplicar as receitas da Ponte Preta, sobretudo, porque as cotas de TV que devem chegar, pelo menos, a R$ 15 milhões. Ainda assim, a diretoria mantém cautela nas contratações. Até agora, o clube contratou apenas o goleiro Matheus, do Bragantino, e o volante Paulinho, do Náutico, que chegam apenas para compor elenco A prioridade, neste momento, é renovar com os destaques da última Série B do Campeonato Brasileiro.

Até o momento, a Ponte conseguiu prorrogar o vínculo do lateral-esquerdo João Paulo e do técnico Guto Ferreira. A situação de quatro jogadores, contudo, está bem encaminhada. O lateral-direito Rodinei, os volantes Fernando Bob e Josimar e o atacante Alexandro estão a detalhes de acertarem a permanência.

Além destes deles, outros também já iniciaram conversas iniciais. Entre eles, estão os zagueiros Tiago Alves e Gilvan, o volante Elton, o meia Renato Cajá e o atacante Rafael Costa.

Até o momento, nove jogadores já tiveram suas saídas confirmadas. São eles: os goleiros Roberto e Daniel, o lateral Daniel Borges, o zagueiro Luan, o meia Rodolfo e e os atacantes Anderson Bartola, Nathan, Miguel e Douglas Tanque.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPonte Preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.