Ponte ainda procura dois laterais

De olho nas semifinais do Campeonato Paulista da Série A-1, a comissão técnica e diretoria da Ponte Preta pensam em reforçar o time para a competição. E as prioridades são as duas laterais, consideradas posições carentes no elenco. O técnico Nelsinho Baptista confirma que o elenco precisa de reforços, mas politicamente evita comentar os possíveis nomes cogitados. Recentemente, o clube perdeu duas boas chances de se reforçar. Perdeu o lateral direito Saulo para o São Caetano e, agora, está prestes a ficar sem Rubens Júnior, que estaria definindo seu retorno ao Palmeiras.A diretoria confirma que conversou com Rubens Júnior e que não chegou num acordo financeiro, uma vez que ele recebia altos salários no Porto de Portugal. Por enquanto, Nelsinho vai usando o que tem em mãos. Na direita, depois de desistir da improvisação do meia Dionísio, ele está escalando o garoto Carlos Alexandre. Na lateral-esquerda, Wágner é o titular mesmo não tendo mostrado bom futebol. O experiente meia Elivélton já foi improvisado na posição, mas também ficou devendo futebol.O atacante Samuel foi emprestado ao Paysandu-PA e o meia Claudinho ainda não tem destino. Os dois jogadores estão fora dos planos da comissão técnica. O time continua treinando para enfrentar o Palmeiras, sábado, no Majestoso. O zagueiro Alex Oliveira está recuperado de um entorse no tornozelo e pode atuar ao lado do veterano Ronaldão, que cumpriu suspensão automática. Wágner também volta na lateral, depois da automática. No meio-campo fica a dúvida entre o volante Roberto, que enfrentou o Botafogo e foi muito elogiado, e Fabinho, que está recuperado de uma contusão. A Ponte espera manter contra o Palmeiras o aproveitamento de 100% dentro de casa. E conta ainda com o retrospecto do último jogo, válido pela Copa João Havelange, quando a Ponte goleou o Palmeiras, por 5 A 1.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.