Ponte ansiosa para reencontrar torcida

Depois de quatro semanas, a Ponte Preta finalmente voltará a jogar diante de sua torcida. Desde o dia 31 de agosto, quando empatou em 1 a 1 com o Figueirense, o time do técnico Abel Braga não jogou mais no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.A folga na tabela em virtude dos jogos do Brasil nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2006 e a perda do mando de um jogo no Campeonato Brasileiro fizeram com que a Ponte ficasse exatos 28 dias sem jogar em casa. "É a hora da torcida empurrar o time", pediu Abel Braga.Animada com os sete pontos conquistados em cinco dias (quatro pontos no campo, contra Paraná e Grêmio, e três no STJD), a Ponte se prepara para jogar contra o Vasco neste domingo, às 17 horas, no Moisés Lucarelli.O retrospecto em casa não é dos melhores, mas já serve de incentivo para os jogadores. Em 16 jogos como mandante, a Ponte conquistou seis vitórias, sete empates e três derrotas, número bem inferior aos últimos anos, quando o time já chegou a ter 90% de aproveitamento em seus domínios."Jogar em casa é sempre bom, pois não tem o desgaste das viagens e tem o apoio da torcida da Ponte Preta, que é sempre o 12º jogador e nos incentiva bastante", disse o meia Ronildo, autor de um dos gols do empate em 2 a 2 com o Grêmio, na última quarta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.