Ponte aposta no apoio da torcida para voltar a ganhar

Somente a vitória devolverá um pouco da paz à Ponte Preta. Vivendo uma sequência de sete derrotas consecutivas no Brasileirão, o time de Campinas aposta no apoio de sua torcida para voltar a vencer. Neste domingo, o desafio é contra o Flamengo, a partir das 16 horas, no Estádio Moisés Lucarelli, pela 21ª rodada do campeonato.

AE, Agência Estado

15 de setembro de 2013 | 07h25

Após a derrota para o São Paulo por 1 a 0, na quinta-feira, no Morumbi, a Ponte igualou o seu recorde negativo de derrotas seguidas no Campeonato Brasileiro. Em 2005, o time também chegou a perder sete vezes consecutivas. Naquela oportunidade, porém, se salvou do rebaixamento. Agora, a situação parece mais delicada: amarga a penúltima colocação, com apenas 15 pontos.

Para superar as adversidades, a Ponte espera o apoio da torcida. Tanto que houve uma promoção na venda de ingressos. Tradicionalmente, os bilhetes de arquibancada custam R$ 40, mas neste jogo o preço será de apenas R$ 10. E o torcedor com a camisa do clube ainda pagará valor de meia: R$ 5. "Vamos lotar o estádio e incentivar o elenco do começo ao fim do jogo", avisou o diretor social Giovanni Dimarzio.

Com uma missão extremamente complicada, o técnico Jorginho lamentou a falta de tempo para treinar o time. Serão pouco mais 60 horas de intervalo entre o jogo passado e o duelo contra o Flamengo. "Atuamos na noite de na quinta e o cansaço vai bater mesmo no sábado. Então, não pudemos fazer quase nada no treino de sexta-feira", lamentou.

O treinador não confirmou qual será o time titular. A tendência é que seja mantida a base que perdeu para São Paulo. A única mudança que deve ser a entrada do atacante Rildo, recuperado de lesão no tornozelo, na vaga do volante Magal. Após defenderem a seleção peruana, o lateral Advíncula e o meia Ramirez ficam como opção no banco de reservas.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoPonte Preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.