Carlos Gregório Jr. / vasco.com.br
Carlos Gregório Jr. / vasco.com.br

Ponte banca a permanência de Jorginho e explica ausência do técnico em coletiva

Equipe vive uma fase muito e luta contra o rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro

Redação, Estadão Conteúdo

31 de julho de 2019 | 13h48

Em reunião realizada na manhã desta quarta-feira, a diretoria da Ponte Preta confirmou a permanência do técnico Jorginho no cargo, mesmo após a derrota em casa para o lanterna América-MG por 1 a 0, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Em nota oficial, a equipe de Campinas (SP) ainda explicou a ausência do ex-lateral-direito na entrevista coletiva de imprensa na última terça.

Segundo a nota, Jorginho fica neste primeiro momento até o duelo contra o São Bento, marcado para este sábado, às 16h30, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. A assessoria de imprensa da equipe campineira, no entanto, deixou claro que a equipe irá em busca da vitória frente a mais um time dentro da zona de rebaixamento. Qualquer resultado diferente, pode significar a demissão do treinador.

A Ponte Preta esclareceu também o motivo do treinador não ter comparecido na coletiva de imprensa após o duelo contra o América-MG. Jorginho teria deixado o estádio rapidamente para cuidar da saúde de sua mulher, que havia passado mal. O ex-lateral-direito dará um anúncio oficial nesta quinta-feira.

Há quatro jogos sem vencer, sendo três derrotas consecutivas, a Ponte Preta deixou de brigar pela liderança da Série B e caiu para a nona posição com 19 pontos, contra 22 do Coritiba, o quarto colocado, e 27 do líder Bragantino.

O jogo contra o São Bento servirá de preparação para o clássico contra o Guarani, marcado para o dia 11 de agosto, um domingo, às 11 horas, no estádio Moisés Lucarelli, pela 15.ª rodada.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.