Ponte busca reabilitação em Criciúma

Sem outra alternativa, a Ponte Preta vai tentar a reabilitação no Campeonato Brasileiro diante do Criciúma, nesta quinta-feira, às 20h30, no estádio Heriberto Hulse, em Santa Catarina. Além de apagar a má imagem deixada nos últimos dois tropeços, o time campineiro precisa somar pontos para não voltar à zona do rebaixamento.A Ponte soma 30 pontos, apenas seis na frente do vice-lanterna Fluminense. Ninguém quer ficar nas últimas posições. "O negócio é somar pontos logo. Se deixarmos para o final, depois fica complicado", afirma o meia Adrianinho, uma das novidades para este jogo. Ele volta ao time depois de, surpreendentemente, ter sido afastado na derrota de 3 a 1 para o Cruzeiro. Antes a Ponte perdeu para o Internacional, por 4 a 1, também no Majestoso, em Campinas.No total são cinco mudanças. Na defesa, entram Rodrigo, recuperado de uma artroscopia no joelho, e Gabriel, que retornou terça-feira à noite dos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo. No meio campo, além da volta de Adrianinho, o experiente Piá começa jogando. Ele passou por várias cirurgias nos últimos meses e vinha apenas compondo o banco de reservas. No ataque, Jean também voltará a ser companheiro de Fabrício Carvalho. A dupla vinha atuando bem, mesmo assim o técnico Abel Braga resolveu separá-la no último jogo.Após um mini-coletivo na manhã desta quarta-feira, o time foi praticamente confirmado no esquema 3-5-2. O meia Nenê atuará improvisado na ala-esquerda, uma vez que Alan e Ronildo estão suspensos. Outro que fica de fora é o zagueiro Gerson, com três cartões amarelos. O meia Vaguinho, uma das revelações do clube, recuperado de contusão volta a ser opção no banco. Já o experiente volante Romeu voltou aos treinos, mas será opção apenas para o jogo contra o Paysandu, domingo, no Mangueirão. A delegação via jou após o almoço. Depois do jogo, seguirá direto para Belém.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.