Ponte "carimba" faixa do São Paulo

O São Paulo que enfrentou a Ponte neste sábado à tarde, no Estádio do Morumbi, não foi nem sombra daquele time implacável que conquistou o Campeonato Paulista de 2005 com três rodadas de antecipação. Por mais que o técnico Emerson Leão tenha se esforçado para tirar da cabeça de seus jogadores o espírito de festa, foi impossível para os legítimos campeões se igualarem ao adversário no quesito motivação. Moral da história: derrota por 2 a 1 e perda da invencibilidade de mais de sete meses no Morumbi.Ameaçada pelo rebaixamento, a Ponte jogou a própria sobrevivência na Série A-1 do Campeonato Paulista. O time de Vadão encarou a partida como uma autêntica decisão e teve o esforço recompensado pela conquista dos três pontos. Chegou aos 22 e agora decide o futuro em casa, contra o Santo André, dependendo só de um empate para fugir definitivamente do rebaixamento.Só o começo da partida não foi fácil para a Ponte. Mesmo sem contar com Grafite, Edcarlos e Danilo, o São Paulo começou em ritmo forte e abriu o placar logo nos primeiros minutos. Aproveitando um cruzamento de Cicinho, da direita, Luizão fez 1 a 0, aos cinco minutos.A Ponte, no entanto, não se desesperou com a desvantagem nem se impressionou com a festa da torcida adversária, que gritava "É campeão!"... "É campeão!"Sabendo do desastre que representaria a derrota, o time campineiro apostou todas as suas fichas no ataque. E acabou chegando ao empate rapidamente. Bruno desceu em velocidade pela esquerda e cruzou rasteiro. Roger apareceu por trás da zaga e tocou sem chance para Rogério Ceni.O São Paulo não chegou a ser apático mas em momento algum mostrou a força dos jogo anteriores. Parecia não acreditar em uma surpresa. Só começou a perceber o perigo que corria aos 25 minutos, quando Rogério Ceni teve de se esticar todo para evitar o segundo gol da Ponte, em belo chute de Roger, da meia-lua.O time de Leão até que tentou mudar a história do jogo ainda no primeiro tempo, mas a Ponte percebeu que poderia sair do Morumbi com os três pontos. Continuou atacando e fez 2 a 1 aos 46 minutos, por intermédio de Roger.No segundo tempo, mesmo com as mudanças feitas por Leão, a Ponte continuou melhor. O jogo só voltou a ficar equilibrado no fim. Mas nas duas chances criadas pelo campeão, aos 24 minutos, com Luizão, e aos 40, com Diego Tardelli, o São Paulo falhou nas conclusões.Confira a classificação, os resultados e a próxima rodada do Campeonato Paulista 2005.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.