Ponte: críticas não abalam treinador

Nem mesmo as três vitórias dentro do Majestoso e a vice-liderança no Campeonato Paulista, com nove pontos, acalmaram a impaciente torcida da Ponte Preta. Além de vaiar o time na vitória sobre o União São João, por 2 a 1, ainda xingou de burro o técnico Nelsinho Baptista.As críticas, porém, não tiram a tranqüilidade do técnico que promete manter à risca o planejamento da comissão técnica. "O time não jogou bem, mas venceu e somou pontos importantes. Ainda estamos longe do ideal, tanto no plano técnico como tático", justificou, lembrando que para este jogo ele fez quatro alterações.A torcida xingou Nelsinho no intervalo, quando o jogo estava empatado em 1 a 1 e jogava muito mal. E depois quando ele tirou Negretti para reforçar a defesa com André Santos. Hoje, mais calmo, ele explicou a mudança. "Com a expulsão do Ronaldão eu tinha que reforçar a defesa. Optei pelo Negretti, que tinha entrado no intervalo, e deixei o Macedo porque ele vinha preocupando a marcação, mesmo estando cansado".A vitória, pelo menos, calou a torcida que chegou a aplaudir o time na saída de campo. O objetivo, agora, é somar pontos fora de casa e o primeiro desafio será diante do Botafogo, em Ribeirão Preto, na próxima rodada. Para este jogo, o time terá dois desfalques na defesa: o zagueiro Ronaldão foi expulso e o lateral esquerdo Wágner recebeu o segundo cartão amarelo. O meia Piá, que cumpriu suspensão, tem retorno garantido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.