Ponte defende a ponta pela nona vez

Com moral elevado, a Ponte Preta vai defender pela nona vez consecutiva a liderança do Campeonato Brasileiro contra o Flamengo, nesta quarta-feira, às 21h45, no Estádio Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro (RJ), pela 17.ª rodada. Líder isolado com 33 pontos, o time campineiro espera superar eventuais surpresas e conseguir sua 11.ª vitória. "Não podemos pensar em ficar só atrás, mas defender e atacar em bloco, sempre com humildade e aplicação", dá a receita Nenê Santana, técnico interino pela terceira vez e com a possibilidade de ser efetivado no cargo. Acontece que o vice-presidente Marco Antônio Eberlin, confirmou que não tem, no momento, um nome definido para substituir Osvaldo Alvarez, que se transferiu para o Verdy Tokyo (Japão).Estevam Soares, ex-São Caetano, está descartado por ter feito uma proposta considerada elevada, enquanto Paulo Campos, ex-Paysandu, outro cogitado, acabou acertando com o Real Madrid, onde auxiliará Vanderlei Luxemburgo. A permanência de Nenê Santana dependerá dos resultados, inclusive deste jogo no Rio.Num ambiente descontraído, os jogadores realizaram um treino tático, seguido de rápido coletivo, nesta terça-feira pela manhã no gramado do Majestoso. Após o almoço a delegação seguiu para o Rio de Janeiro praticamente definida. O técnico confirmou a volta do volante Éverton, que cumpriu suspensão automática, no lugar de Luciano Santos. Havia somente a expectativa com relação ao julgamento à noite no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), envolvendo o lateral-direito Rissut e o volante Éverton expulsos na derrota de 4 a 2 para o Botafogo. Desta forma, Luciano Baiano e Luciano Santos, respectivamente, podem entrar no time.A Ponte vai lutar contra um jejum: em 24 anos de confronto, jamais conseguiu vencer o Flamengo no Rio. Além disso, no total, o time carioca também leva vantagem: em 16 jogos, a Ponte venceu três, empatou oito e sofreu cinco derrotas. Entretanto, apesar da vantagem carioca, o time de Campinas defende uma invencibilidade de seis anos sem perder para o adversário. O último tropeço aconteceu em 1999, pela rodada de abertura do Campeonato Brasileiro (1 a 0 Flamengo, no dia 25/7).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.