Ponte derrota Juventus na Rua Javari

Dessa vez, São Pedro deu uma trégua e permitiu que a partida entre Juventus e Ponte Preta, na Rua Javari, pudesse terminar. Dia 31 de janeiro passado, o time de Campinas vencia por 1 a 0, quando uma tempestade no início da segunda etapa impediu a continuação do jogo. A FPF anulou o confronto e exigiu que os dois disputassem os 90 minutos novamente. Azar do Juventus. Nesta quarta-feira à tarde, os donos da casa até que mostraram um bom futebol no primeiro tempo, mas, no final, a tradição da Ponte falou mais alto: vitória por 3 a 0.Apenas 397 torcedores que haviam estado no jogo cancelado voltaram à Rua Javari, trocando o ingresso perdido da outra vez. Outros 564 desembolsaram R$ 20 para acompanhar a nova partida. "Sempre foi assim. Aqui tem mais público de quarta-feira à tarde do que de final de semana. Quando era moleque, saia do colégio e vinha pra cá assistir os jogos dos aspirantes, que existia naquela época, e ficava para ver os profissionais", lembrou o auditor Daniel Augusto Mendes, de 25 anos, que não encontrou problema para trocar o ingresso antigo pelo novo."Quando tem jogo do Juventus, os donos das empresas daqui do lado já sabem que os funcionários fazem de tudo para dar um ´gato´ no serviço para vir ver o jogo", completou Daniel.Em um estádio pequeno, em que a torcida fica perto do gramado, a atração é acompanhar a provocação entre torcedores e jogadores. O alvo dos juventinos era o meia Piá. O jogador da Ponte Preta tinha que suportar, calado, os xingamentos. Mas respondeu jogando bola. O meia fez a diferença no segundo tempo e deu a vitória ao time de Campinas.Com o resultado, a Ponte Preta subiu para a 3ª posição do grupo 1, com 6 pontos - o Juventus é o 9º colocado, com 3.A Ponte abriu o placar logo no primeiro minuto da segunda etapa. O zagueiro Rodrigo errou o chute ao cortar um cruzamento e acertou Kléber. A bola bateu nas pernas do atacante do time de Campinas e encobriu o goleiro Fernando. Aos 25, Piá armou a jogada e lançou para o lateral Bill, que chutou cruzado. Anselmo, ex-Palmeiras, apenas empurrou para as redes.Aos 32 minutos, Piá avançou pelo meio e rolou para a conclusão de Kléber: 3 a 0. O Juventus ainda desperdiçou uma cobrança de pênalti, com Joílson, que Lauro defendeu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.