Ponte desbanca Botafogo e vira líder

A Ponte Preta alcançou a liderança do Torneio Rio-São Paulo ao vencer o Botafogo, por 2 a 0, neste domingo à tarde, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. O time soma 13 pontos, dividindo a primeira posição com o Palmeiras. O Botafogo, que perdeu a invencibilidade, agora tem 11 pontos e divide a quarta posição com Corinthians, São Paulo e Guarani.O técnico Oswaldo Alvarez só deixou de lado o mistério momentos antes do jogo quando confirmou a presença de três atacantes com Lucas ao lado de Washington e Jean. Com o esquema 4-3-3, Vadão tentou surpreender o Botafogo que manteve o 3-5-2. Na prática, nada adiantou. A Ponte se limitou a levantar bolas para o artilheiro Washington, que esteve bem marcado. Em todo primeiro tempo ele só teve uma chance real,aos 23 minutos, quando empurrou um zagueiro e chutou cruzado em cima do goleiro Kléber, que fez grande defesa ao tocar para escanteio.O Botafogo, por sua vez, além de se defender bem conseguia ser rápido no ataque e perigoso com o artilheiro Dodô. O veterano goleiro Ronaldo foi exigido várias vezes, mas com chutes de longa distância. E tirou uma bola em cima da linha após cabeçada de Felipe. No finalzinho, Ronaldão quase fez de peixinho após cobrança de escanteio. A bola, de maneira caprichosa, desviou nos pés de Washington e saiu para a linha de fundo.No segundo tempo, Abel Braga foi obrigado a alterar seu time por causa da contusão de Romeu. Em seu lugar entrou Rodrigo Fernandes. Mas a Ponte voltou mais avançada e determinada em busca do gol, que não demorou a sair. Marquinhos cobrou, com efeito, uma falta no lado esquerdo do ataque e Washington cabeceou do outro lado, depois da falha gritante do goleiro Kleber, que errou ao tentar cortar a bola. Ponte, 1 a 0, aos sete minutos.O mesmo Washington perdeu a chance de marcar seu sétimo gol na competição depois de cabecear para fora um rebote do goleiro Kléber.O técnico Abel Braga partiu para a reação e colocou os atacantes Adenilson e Taílson, respectivamente, nos lugares de Felipe e Carlos Alberto. Mas as mudanças não foram suficientes para incomodar a bem armada defesa da Ponte. O time de Campinas liquidou o jogo aos 27 minutos, quando o estreante Rodrigo Chagas desviou de cabeça o cruzamento de Mineiro. Irritado, Abel Braga reclamou da arbitragem e foi expulso. Em campo, nada mais mudou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.