Ponte descarta jogo de compadres

A Ponte Preta descarta um "jogo de compadres" com o Santo André, domingo à tarde, no Majestoso, em Campinas, na rodada de encerramento do Campeonato Paulista. Um empate livra o time campineiro do rebaixamento e também garante uma vaga do time do ABC na Copa do Brasil de 2006. Quem puxa a fila da seriedade é o técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão, preocupado com o futuro seu e, principalmente, dos jogadores. Ele não admite relaxamento e já adiantou que vai cobrar muito empenho de seus jogadores. "Não tem nada ganho. Estamos diante de uma decisão importante e não podemos perder o foco", enfatizou o treinador.Para a partida diante do Santo André, Vadão poderá contar com todos seus jogadores considerados titulares. Depois de três meses turbulentos, finalmente a Ponte Preta está trabalhando com os ventos soprando a seu favor. Nos dias que antecedem a decisão diante do Santo André, o grupo pode contar com um bom aliado: a tranqüilidade.Tudo isso se deve ao resultado positivo do último final de semana contra o São Paulo, na vitória de 2 a 1, que colocou os campineiros numa situação relativamente tranqüila na luta para fugir do rebaixamento no Campeonato Paulista. O time soma 22 pontos, ocupa a 13ª posição e tem o melhor saldo de gols entre os times ameaçados (menos quatro).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.