Ponte descarta vinda de Paulo Isidoro

O sonho da Ponte Preta de contratar o meia Paulo Isidoro para a disputa do Torneio Rio-São Paulo chegou ao fim. A diretoria do time de Campinas anunciou a desistência oficial do negócio, em razão do alto salário pedido pelo jogador, que teve passagens por Vitória, Palmeiras e Cruzeiro (clube que ainda tem seus direitos federativos).Paulo Isidoro pretendia ganhar R$ 60 mil por mês, um valor considerado alto para os padrões da Ponte. "Estamos trabalhando dentro de uma realidade do futebol brasileiro. Não vamos fazer loucuras", explicou o supervisor de futebol do clube, Marco Antonio Ribeiro.Mesmo assim, o técnico Oswaldo Alvarez ainda acredita na contratação de um reforço para o meio-de-campo. Apesar de ter o experiente Marquinhos e os jovens Adrianinho e Humberto no elenco, o treinador da Ponte quer mais um atleta ?veterano?, já que Piá operou o joelho e só deverá voltar aos gramados em agosto."Já trabalhei com o Paulo Isidoro e sei que é um jogador de qualidade, mas a Ponte Preta não pode fazer loucuras. Não deu certo, tudo bem, vamos partir para outra", afirmou o treinador. Só que a Ponte precisa correr se ainda quiser contratar alguém para o Rio-São Paulo, já que as inscrições se encerram nesta sexta-feira.Enquanto o reforço não chega, Vadão tenta armar o meio-de-campo do time. No último coletivo, Adrianinho treinou entre os titulares, deixando Humberto na reserva. O treinador ainda não confirmou a mudança, mas é grande a possibilidade de que a Ponte jogue com essa formação contra o Botafogo, líder do Rio-São Paulo, domingo, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.O lateral-direito Rodrigo Chagas, contratado junto ao Cruzeiro, também deverá ganhar uma chance. Depois de um longo trabalho de recondicionamento físico com o preparador Cristiano Nunes, o jogador, enfim, foi liberado. Com isso, Carlos Alexandre deverá ficar na reserva.O atacante Washington foi a ausência no treinamento de quarta-feira. O jogador não conseguiu passagem aérea de Caxias do Sul, onde passou o carnaval com a família, e chegou a Campinas somente nesta quinta, mas já iniciou os trabalhos para o jogo contra o Botafogo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.