Ponte deve ter mais prejuízo no STJD

Não bastasse a provável perda dos quatro pontos conquistados até agora no Campeonato Brasileiro da Série A em virtude do uso irregular do volante Roberto, a Ponte Preta pode agora sentir os prejuízos no bolso. Isso porque, além da perda dos pontos, a equipe campineira deverá pagar uma multa de R$ 2 mil e ainda devolver todo o dinheiro das rendas dos jogos em Porto Alegre diante do Inter e em Campinas contra o Juventude, algo em torno de R$ 40 mil. A confusão começou quando Roberto foi expulso na última partida do Brasileirão do ano passado diante do Fluminense. Punido com dois jogos de suspensão, a Ponte Preta não teria transformado a pena em multa, o que o impossibilitaria de enfrentar Inter-RS e Juventude. Na próxima terça-feira o STJD da Confederação Brasileira de Futebol irá julgar o caso referente à primeira partida. O departamento jurídico do time de Campinas tenta se defender afirmando não ter sido notificado pela CBF, uma vez que o julgamento de Roberto teria sido à revelia (sem advogado de defesa). Mas, em meio a tantos problemas, o torcedor teve uma boa notícia. O atacante Sérgio Alves, que estava sendo assediado pelo Fortaleza, acabou acertando sua permanência no time do técnico Abel Braga. Os cearenses acabaram levando Macedo, ex-Ponte Preta e que disputou o último Paulistão pelo Rio Branco, de Americana. A novidade do dia foi a apresentação do volante Romeu, ex-Corinthians, que estava no Remo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.