Ponte deve trocar Guto Ferreira por Dado Cavalcanti

A eliminação da Ponte Preta nas quartas de final do Campeonato Paulista, após a derrota por 4 a 0 para o Corinthians, em pleno Estádio Moisés Lucarelli, deve custar a cabeça do técnico Guto Ferreira. Tido pelos dirigentes como principal responsável pela "quebra de expectativas" do time, o treinador deve ser demitido. O seu provável substituto é Dado Cavalcanti, do Mogi Mirim.

AE, Agência Estado

30 de abril de 2013 | 20h16

"São situações normais no futebol. Após as expectativas quebradas, de que pudéssemos ir até a final, fica mesmo a pressão em cima do técnico", disse o diretor executivo Ocimar Bolicenho. O presidente Márcio Della Volpe já tinha declarado que "faltou coragem ao time em algumas partidas, como diante do Linense, São Paulo e Bragantino".

Segundo os dirigentes, há ainda contra Guto Ferreira o "erro de planejamento" ao poupar alguns jogadores nas últimas rodadas da fase de classificação, sem se preocupar com os cruzamentos a partir da segunda fase do Paulista. A ideia inicial era evitar o jogo contra o Corinthians. Não deu certo. "A dúvida da diretoria é de que o time começou o campeonato de uma forma, muito bem, e terminou de outra, muito mal", completou Bolicenho.

A saída de Guto Ferreira quase foi acertada na manhã desta terça-feira, quando Bolicenho esteve reunido com Adriano Spadoto, empresário do técnico. Este confirmou que não existe neste momento nenhuma proposta oficial para Guto, que recusou duas ofertas durante o Paulistão. Uma delas seria para trabalhar no futebol do Catar.

Por conta disso, o empresário não abre mão do pagamento da multa contratual, estipulada em R$ 500 mil. Uma nova reunião deve definir um valor para o acordo. "Ainda não temos uma nova opção para comandar o time", finalizou Bolicenho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.