Ponte empata com Fla e deixa a lanterna

A Ponte Preta deixou a lanterna do Campeonato Brasileiro, mas não conseguiu sair da zona de rebaixamento ao empatar com o Flamengo, por 1 a 1, no Maracanã. Com o resultado, o time de Campinas continua sem vencer. A última vitória ocorreu no dia 11 de outubro contra o rival Guarani. Agora, os paulistas precisam derrotar o Fortaleza, na rodada final da competição, além de torcer contra Grêmio e Bahia. Já o Rubro-Negro apenas cumpriu tabela e alcançou os 63 pontos.Apesar de precisar da vitória para afastar o fantasma do rebaixamento, a Ponte Preta iniciou a partida na defesa, tentando explorar os contra-ataques. Mas a lentidão do seu meio-de-campo dificultava a tarefa de abrir o marcador. E o Flamengo, que apenas cumpria tabela, tocava bem a bola e parecia estar mais próximo do gol.Em duas oportunidades, o Flamengo quase conseguiu seu intento. Na segunda, o volante André Gomes carimbou o travessão. Foi aí que a Ponte Preta acordou. Primeiro, o meia Piá chutou e o goleiro Júlio César espalmou para fora. Depois, o atacante Lucas entrou livre dentro da área, mas desperdiçou finalizando em cima de Júlio César.No contra-ataque, aos 28 minutos, Zé Carlos tocou para Felipe. O meia, que voltou ao Flamengo após 70 dias parado, ajeitou e acertou o ângulo esquerdo do goleiro Lauro. Com o gol, o Rubro-Negro recuou e cedeu espaços ao adversário. E a Ponte Preta aproveitou. Aos 35, o juiz Giulliano Bozzano assinalou pênalti para os paulistas. Rafael Ueta cobrou, empatando o jogo.No segundo tempo, o Flamengo voltou melhor. Parecia que era os cariocas quem precisavam da vitória e não a Ponte Preta. Aos poucos, a equipe de Campinas conseguir equilibrar o jogo e chegou a assustar numa cabeçada de Luís Carlos na trave. O Rubro-Negro respondeu em cobrança de falta rente ao travessão.Mas aos 31 minutos, a Ponte Preta teve seu ímpeto diminuído com a expulsão do volante Angelo. Com isso, o Flamengo voltou a pressionar e quase conseguiu o gol da vitória senão fosse a deficiência técnica de Zé Carlos. Ele desperdiçou duas boas oportunidades para marcar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.