Ponte enfrenta tabu diante do Cruzeiro

Em 25 anos de confrontos, a Ponte Preta jamais venceu o Cruzeiro, dentro do Mineirão, em Belo Horizonte. Este é um forte motivo para que o técnico ponte-pretano, Oswaldo Alvarez, o Vadão, mantenha o esquema 4-5-1 no duelo deste sábado, às 16 horas, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Coincidentemente os dois times somam 11 pontos. No entanto, nos critérios de desempate a Ponte leva a melhor, com seu ataque sendo mais positivo - 12 a 11. A Ponte é a sexta colocada, uma posição na frente do time mineiro. Mas se depender do retrospecto, os campineiros podem começar a rezar. Em 11 jogos, a Ponte venceu apenas duas vezes, ambas em Campinas. Sete destes confrontos aconteceram no Mineirão, com cinco vitórias do Cruzeiro e apenas dois empates da Ponte. No último confronto em Minas, válido pelo Brasileirão de 2004, a Ponte foi goleada por 5 a 0. "Não podemos ficar pensando no retrospecto desfavorável. É evidente que o Cruzeiro possui um time de qualidade, mas eu acredito num bom resultado", comentou Vadão. Para tentar contrariar os números, o técnico optou por não realizar mudanças no time. Com isso o esquema 4-5-1 será mantido. "Não porque vamos pegar o Cruzeiro lá, mas porque nossos jogadores estão adaptados a este tipo de jogo, tanto dentro como fora de Campinas", reforçou Vadão. O time pode sofrer uma mudança de última hora, porque o zagueiro Rafael Santos vinha reclamando de uma tendinite no joelho direito. Além disso, não seguiu com a delegação para a capital mineira porque iria se casar à noite. Mesmo assim, prometeu viajar neste sábado, às 10 horas. "Para mim o difícil é esperar no altar. Não vejo problema em viajar e jogar no dia do jogo, porque no domingo a gente tira o atraso lá em casa", brincou. Se ele não chegar a tempo será substituído por Thiago Matias, vindo do Paulista, e que teria sua primeira oportunidade no time principal. Este jogo pode marcar a despedida do meia Harison, que já acertou sua transferência para o União Leiria, de Portugal, por US$ 1,5 milhão. Por outro lado, a diretoria confirmou pela manhã que contratou por empréstimo o atacante Frontini, do Marília, que deverá se apresentar segunda-feira no Majestoso. Na quinta-feira, o clube já tinha apresentado Evando, atacante que desde o início da temporada era reserva do Santos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.