Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Ponte enfrenta técnico "da casa"

Neste sábado, às 18 horas, no Estádio do Mineirão, a Ponte Preta reencontra um velho conhecido: o técnico Marco Aurélio Moreira, que terá a missão de comandar o Cruzeiro na partida diante do time campineiro, válida pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. A Ponte Preta é a sexta colocada no Campeonato Brasileiro da Série A, com 53 pontos ganhos.A história de Marco Aurélio no futebol está intimamente ligada à Ponte. Como jogador, ele entrou para a história no time vice-campeão paulista em 1977. Como treinador, esta ligação ficou ainda mais forte, pois ele já dirigiu a Ponte por quatro vezes. A primeira aconteceu em 1996, no Campeonato Paulista da Série A-2. A segunda, foi em 1998, quando ele livrou o time do rebaixamento no Brasileiro. A partir daí, o treinador ganhou destaque no cenário nacional, tanto que dirigiu Vitória e Palmeiras, posteriormente. Em 2002, Marco voltou e fez um bom trabalho. No entanto acabou saindo para o Cruzeiro, onde se tornou Campeão da Copa do Brasil em 2000. Nesta temporada, recém-chegado do futebol japonês, o treinador assumiu a Ponte novamente, em lugar de Estevam Soares, que foi para o Palmeiras. Depois de dirigir o time em 12 partidas, acabou seduzido por uma boa proposta e foi para o Cruzeiro.Curiosamente, o treinador não se deu bem na única vez que enfrentou os campineiros. Em 2000, dirigindo o Palmeiras, o treinador foi goleado pela Ponte por 5 a 1, na Copa João Havelange.Com relação ao jogo, a Ponte tenta sua oitava vitória fora de casa. Esta seria sua terceira consecutiva, já que o time venceu Juventude e Figueirense, respectivamente. O técnico Nenê Santana deverá mudar o esquema. Contra o Botafogo, no empate em 1 a 1, o time jogou no 4-4-2. Entretanto, o resultado não foi bom, por isso a troca deverá acontecer. Sem poder contar com os volantes Marcus Vinícius e Romeu, suspensos, o treinador vai apostar no esquema 3-6-1. A novidade é o retorno do zagueiro Alexandre, que cumpriu suspensão automática. Ele jogara ao lado de Luís Carlos e Rafael Santos. Mesmo tendo cumprido suspensão, Gustavo, fica como opção no banco de reservas. Outra novidade é o volante Flávio, que retorna após se recuperar de contusão. No ataque, Roger jogará isolado. "Vamos reforçar a marcação, pois o Cruzeiro tem um time qualificado", explicou o treinador.

Agencia Estado,

01 de outubro de 2004 | 18h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.