Ponte escala Mineiro e Washington

As tão desejadas saídas do atacante Washington e dovolante Mineiro da Ponte Preta não passaram de uma esperança para equilibrar as finanças do clube. Não restou ao técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão, outra saída a não ser confirmar as duas estrelas do time como titulares na estréia do time no torneio Rio-São Paulo, contra o Vasco da Gama, domingo, em São Januário.Os dois estão treinando normalmente e, segundo a comissão técnica, preparados psicologicamente para defender o time nesta temporada. Mineiro é um sonho do técnico Marco Aurélio, do Cruzeiro, mas as diretorias não chegaram num acordo. O artilheiro Washington não recebeu proposta oficial do exterior, mas ainda mantém um fio de esperança de se transferir para o São Paulo.O negócio só não saiu ainda por causa da tumultuada venda de França para o Bayer Luverkussen, da Alemanha. O atacante da Ponte poderia ir para o Morumbi em troca do meia Souza e de uma compensação em dinheiro, em torno de R$ 1 milhão. Souza seria a solução para substituir a Piá, que foi operado dos ligamentos do joelho esquerdo na última quarta-feira. Ele teve alta nesta manhã, mas só deve voltar ao futebol dentro de seis meses. A propalada oferta do Tottenhan, da Inglaterra, de US$ 10,5 milhões por Washington e Adrianinho, não foi levada à sério no clube. "Em princípio os dois estão escalados para pegar o Vasco", garantiu Vadão, que pode confirmar a estréia do garoto Jean no ataque, ao lado do principal astro do time. Com 21 anos, o estreante não esconde a ansiedade. "Estou treinando no mesmo ritmo dos outros jogadores. Se for escalado, vou dar conta do recado", garantiu. A diretoria da Ponte confirmou o interesse no meia Hernani, da Portuguesa de Desportos, que já atuou no clube na temporada 2000. Ele poderia ser o último reforço do clube para o Rio-São Paulo.

Agencia Estado,

17 de janeiro de 2002 | 13h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.