Eduardo Carmim/Photo Premium/Gazeta Press
Eduardo Carmim/Photo Premium/Gazeta Press

Ponte espera reduzir punição em recurso por invasão ao gramado do estádio

Equipe foi punida em cinco jogos após confusão em derrota para o Vitória, no Moisés Lucarelli

Estadão Conteúdo

13 de dezembro de 2017 | 19h06

Punida em cinco partidas com os portões fechados, além do pagamento de uma multa de R$ 30 mil, devido à invasão dos torcedores no gramado na derrota para o Vitória, por 3 a 2, no estádio Moisés Lucarelli, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, a Ponte Preta entrou com um recurso para tentar reverter a sanção. O julgamento está marcado para esta quinta-feira.

+ Abdalla Junior é eleito presidente da Ponte Preta por aclamação

O departamento jurídico da Ponte entrou com um recurso para tentar diminuir o número de jogos, enquanto a procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) quer uma pena maior. O julgamento marcado para o Rio de Janeiro começa às 14 horas desta quinta.

Em princípio, a Ponte Preta vai cumprir a pena apenas em jogos válidos por competições nacionais - Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro -, mas o estádio Moisés Lucarelli segue interditado pelo STJD até que o local receba os laudos do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar. O clube já tem em mãos as exigências das reformas que precisam ser realizadas.

Tudo o que sabemos sobre:
Ponte Preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.