Ponte esquece tropeço e pensa no rival

A ordem da diretoria para a comissão técnica e jogadores da Ponte Preta é esquecer as últimas três derrotas e se concentrar somente no dérbi campineiro, contra o Guarani, no dia 24. É como se o time pudesse ser perdoado pelos tropeços anteriores, desde que vença seu maior rival, seriamente ameaçado pelo rebaixamento dentro do Campeonato Brasileiro. Mas o retrospecto ponte-pretano ficou ainda muito pior após a goleada sofrida para o Santos, por 4 a 0, sábado à noite, na Vila Belmiro. A defesa, mesmo com três zagueiros e dois volantes, sofreu 10 gols nas últimas três derrotas. Antes tinha perdido, em casa, para o São Paulo, por 1 a 0, e sido goleada pelo Cruzeiro, por 5 a 0, em Belo Horizonte. Agora a Ponte tem o pior saldo de gols, com 24 gols negativos, reflexo também da fragilidade do seu ataque que marcou apenas 31 gols em 36 jogos, sendo o segundo pior da competição só superando o lanterna Guarani. ?Vamos apagar estes resultados da nossa cabeça e só pensar no Guarani. Teremos uma semana para deixar o time em ponto de bala?, prometeu Nenê Santana, garantido pela diretoria para as últimas 10 rodadas do Brasileirão. Após a folga de domingo, os jogadores se apresentam nesta segunda-feira cedo no Majestoso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.